Sugaray Rayford – In Too Deep

Em In Too Deep, Sugaray Rayford entrega um álbum tecnicamente impecável, repleto de energia e alma.

Sugaray Rayford é o nome artístico de Caron Nimoy Rayford, cantor e compositor norte-americano de blues e soul. Apesar de não ser tão conhecido pelo público, ele vem atraindo a atenção da crítica especializada, seu último álbum, Somebody Save Me (2019), foi indicado ao prêmio Grammy na categoria de “Melhor Álbum de Blues Contemporâneo”.

In Too Deep é o sexto álbum de estúdio da carreira de Rayford. O material foi produzido e composto por Eric Corne, profissional que possui no currículo colaborações com John Mayall, Joe Walsh (James Gang e Eagles), Edgar Winter, Glenn Campbell, Nancy Wilson (Heart) e muitos outros artistas.

Ao todo são dez poderosas faixas que combinam melodias clássicas da soul music com o lamento do blues, a intensidade do gospel, a urgência do rock e o balanço do funk. As letras abordam assuntos sérios como estresse pós-traumático (doença mental muito comum em soldados), direitos civis e justiça social, além de temas sentimentais como o amor e solidão. Sob o aspecto instrumental, as performances são irretocáveis, repletas de energia e autenticidade. Contudo, o que mais chama a atenção é a intensidade e profundidade do trabalho vocal de Rayford, seguramente um dos melhores cantores de soul da atualidade.

Sugaray Rayford

A canção que abre o disco (“Invisible Soldier”) é um soul raivoso com naipe de metais em que Rayford, um ex-marine, fala sobre as consequências dos traumas pós-guerra, principalmente dificuldade para dormir.

“In Too Deep”, faixa suplicante que nomeia o álbum, percorre o terreno do blues rock com um pé cravado no gospel. “Under the Crescent Moon”, por sua vez, possui uma levada soul com ares pantanosos que remetem às regiões ribeirinhas da Luisiana.

Em “Miss Information”, o artista clama por justiça social cantando em cima de uma base sustentada por uma linha de contrabaixo pulsante, percussão latina e metais.

O lado sentimental está muito bem representado nas baladas sensuais “No Limit to My Love”, “One” e “Golden Lady of the Canyon”. De outro lado, o groove impera em “Gonna Lift You Up” e “United We Stand”.

Um dos pontos altos do álbum é a canção “Please Take My Hand”. Nela, Rayford canta como um pastor pregando numa igreja pentecostal no interior do Mississippi. O ritmo é conduzido por palmas, vocais de apoio masculinos em uníssono e a batida de um cowbell ao fundo que enfatiza a emocionante performance do cantor.

Em In Too Deep, Sugaray Rayford não poupa esforços e mostra que possui todas as credenciais para ser considerado um dos melhores cantores de soul da atualidade: voz potente, excelente repertório, interpretações intensas e carisma. Energia bruta! (Por Álvaro Silva)

FICHA TÉCNICA

Artista: Sugaray Rayford

Álbum: In Too Deep

Produção: Eric Corne

Duração: 37m51s

Data de Lançamento: 04 de março de 2022

Gravadora: Forty Below Records

Faixas:

01. Invisible Soldier (Corne)

02. In Too Deep (Corne/Rayford)

03. No Limit to My Love (Corne)

04. Under the Crescent Moon (Corne)

05. Miss Information (Corne)

06. Please Take My Hand (Corne)

07. One (Corne)

08. Gonna Lift You Up (Corne)

09. Golden Lady of the Canyon (Corne)

10. United We Stand (Corne/Rayford)

Maiores informações no site, Facebook, Instagram e YouTube do artista.

Clique aqui para ouvir In Too Deep.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s