Cyanide Summer atualiza seu horror punk no álbum Honour

Banda paulistana, com Adeline DeVincenzo nos vocais, apresenta disco com oito faixas, lançado pelo selo Canil Records

A banda de punk com vocal feminino Cyanide Summer lança o álbum Honour, com 08 faixas que mostram a versatilidade e a energia do quarteto paulistano. O lançamento acontece pelo selo Canil Records.

Adeline DeVincenzo é a voz à Cyanide Summer! Impossível não reconhecer a voz da garota, tanto pelo timbre quanto pela energia que ela entrega ao longo das músicas de Honour.

O disco contém todas as músicas já lançadas anteriormente pela Cyanide Summer e a inédita Honour, que dá nome ao registro disponível nas principais plataformas de streaming.

Honour ainda é a virada de chave da Cyanide Summer, que apresenta um rock vigorante e mais cadenciado, com influências de Rise Against e Bad Religion, uma sonoridade que será cada vez mais explorada ao longo deste ano – nos próximos singles.

Na letra, a banda dialoga sobre o conceito da palavra honra, tanto de pessoas como de governantes, principalmente diante de momentos difíceis e de tensão. Também fala do compromisso de um grupo de pessoas que precisam estar unidas em um eventual momento de terror.

O álbum

A faixa de abertura é “Chance to Bleed”, uma música influenciada pelo punk moderno com um tema que fala sobre os vícios e abstinência de substâncias e a fama.

“As fake as You” foi o primeiro single da banda, escrito por Drix Barsali. Mostra um punk mais cru com influências de Misfits e The Distillers. Nas letras, fala da falsidade e vaidade das pessoas que se consideram as melhores em tudo que fazem.

“Destroy It” é um som que simplesmente quer mostrar a destruição e aniquilação do mundo por ser algo já há tempos deteriorado, segundo a perspectiva da banda nesta composição.

“Trash the Words”, de 2020, remete ao rockabilly e tem a temática de mostrar que nem todas as palavras atingem as pessoas da mesma maneira. “E todos podem ser calados antes mesmo de começaram a falar”, complementa a Cyanide.

“Sometimes I Don’t Know” é a versão ska punk do The Hellacopters, do clássico álbum High Visibility.

“Viajar”, com nuances do The Specials, Rancid e Vodoo Glow Skulls, sugere sair de si, sair por aí sem se preocupar com tudo e viver de uma maneira livre.

Na faixa que encerra Honour, “Dose de Realidade” mostra um punk de resistência old school. A letra foca no dia a dia das pessoas que aceitam a vida que tem e estão dispostas a continuar a caminhar e lutar.

Clique aqui para ouvir Honour.

Maiores informações no Instagram da banda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s