Jethro Tull – The Zealot Gene

The Zealot Gene é o primeiro álbum de material inédito lançado pelo Jethro Tull desde J-Tull Dot Com (1999). Durante todo esse período, Ian Anderson, dono da banda e único remanescente da formação original, lançou alguns trabalhos ao vivo, coletâneas de canções natalinas e discos solo.

O álbum foi gravado remotamente pelos músicos durante o período de lockdown, mas o repertório começou a ser composto em 2017. Inicialmente, as canções seriam lançadas como um álbum solo de Anderson, mas no decorrer do processo ele acabou mudando de ideia e resolveu usar o nome do Jethro Tull para prestigiar os músicos colaboradores, dentre eles os guitarristas Joe Parrish-James e Florian Opahle, o baixista David Goodier, o tecladista John O’Hara e o baterista Scott Hammond, todos eles egressos da banda solo de Anderson, que se incumbiu da flauta, vocais, violão e gaita.

Ian Anderson (ao centro) e colegas de Jethro Tull.

Ao todo são doze faixas que exploram a sonoridade tradicional do Jethro Tull, calcada na música folk renascentista e no blues rock. As letras exploram narrativas bíblicas repletas de analogias com acontecimentos históricos recentes, como o 11/09, polarização ideológica e ascensão de líderes políticos demagogos como Trump, por exemplo.

A produção (feita por Ian Anderson) deixa a desejar, pois as canções são executadas de maneira burocrática, falta inspiração em algumas passagens instrumentais, os arranjos vocais estão embebidos de efeitos (reverb e delay) que soam artificiais e desnecessários. Ainda assim, é possível pinçar algumas boas canções como “Shoshana Sleeping”, “Sad Sisters”, “Barren Beth, Wild Desert John” e “Mine is the Mountain”. 

The Zealot Gene é um álbum em que boas ideias se misturam a momentos de pouca inspiração melódica, a produção irregular e as performances arrastadas da banda conferem ao trabalho um resultado final apenas mediano. Entretanto, deve agradar aos fãs mais entusiasmados e menos exigentes do Jethro Tull, já que a banda não lançava material inédito há mais de vintes anos. (Por Álvaro Silva)

Videoclipe de “Shoshana Sleeping”.

FICHA TÉCNICA

Banda: Jethro Tull

Álbum: The Zealot Gene

Data de lançamento: 28 de janeiro de 2022

Produção: Ian Anderson

Gravadora: InsideOut Music

Duração: 46m45s

01. Mrs. Tibbets (Ian Anderson)
02. Jacob’s Tales (Ian Anderson)
03. Mine Is The Mountain (Ian Anderson)
04. The Zealot Gene (Ian Anderson)
05. Shoshana Sleeping (Ian Anderson)
06. Sad City Sisters (Ian Anderson)
07. Barren Beth, Wild Desert John (Ian Anderson)
08. The Betrayal Of Joshua Kynde (Ian Anderson)
09. Where Did Saturday Go? (Ian Anderson)
10. Three Loves, Three (Ian Anderson)
11. In Brief Visitation (Ian Anderson)
12. The Fisherman Of Ephesus (Ian Anderson)

Clique aqui para ouvir The Zealot Gene

2 comentários sobre “Jethro Tull – The Zealot Gene

  1. “Entretanto, deve agradar aos fãs mais entusiasmados e menos exigentes do Jethro Tull”… Então eu sou um dos menos exigentes, pois curti demais o disco. Não só curti, como acho que é melhor que 90% das m… que são lançadas hoje em dia.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s