Review: “Vivendo Como Uma Runaway”, autobiografia de Lita Ford (ex-Runaways)

No dia quinze de março deste ano, a editora Belas Letras lançou a edição nacional da autobiografia “Vivendo Como Uma Runaway“, escrita pela guitarrista e vocalista Lita Ford (ex-The Runaways).

Lita foi uma das primeiras mulheres a se destacar tocando hard rock/heavy metal. Começou a tocar guitarra aos onze anos de idade inspirada por Ritchie Blackmore (Deep Purple), Tony Iommi (Black Sabbath), Jimmy Page (Led Zeppelin), Johnny Winter e outros ícones rock setentista.

Despontou para o sucesso na segunda metade dos anos 70 com a banda The Runaways, cujas integrantes foram arregimentadas pelo empresário e produtor americano Kim Fowley. Dentre as companheiras de banda estavam Joan Jett, que conseguiria maior destaque futuramente como artista solo.

Conhecida como “A Rainha do Metal”, ela viveu intensamente o lema sexo, drogas e rock’n’roll. Relacionou-se com diversos rockstars, consumiu quantidades expressivas de drogas e álcool, enfrentou preconceitos e relacionamentos abusivos, quebrou tabus, teve uma carreira solo bem-sucedida em meados dos anos 80, foi indicada ao Grammy, viveu maus momentos com agenciamentos ruins que prejudicaram sua carreira, ausentou-se por mais de uma década dos holofotes, sofreu com alienação parental ocasionada por um conturbado divórcio, dentre outras situações.

Os relatos são detalhados e bastante focados em sua vida pessoal. A parte mais interessante do livro é o período em que ela foi integrante da banda The Runaways, momento em que Lita conta como foi o surgimento do grupo, os perrengues passados na estrada, a convivência com as colegas de banda e com o excêntrico empresário Kim Fowley e a busca pelo sucesso.

Para quem gosta de detalhes sobre a vida privada do artista, Ford menciona os relacionamentos picantes que teve com Ritchie Blackmore, Nikki Sixx (Mötley Crüe), Glenn Tipton (Judas Priest), Jon Bon Jovi e Richie Sambora, além de relatar um suposto relacionamento abusivo que teria tido durante o noivado com o guitarrista Tony Iommi. Dentro do livro estão presentes algumas fotos com amigos, colegas de banda e familiares.

Um livro interessante para conhecer a história de uma das primeiras guitarristas que se aventurou no mundo predominantemente masculino do hard rock/heavy metal. Segundo as palavras de Slash, guitarrista dos Guns ‘N Roses: “Lita Ford é a guitarrista mais rock’n’roll que já ouvi. Nenhum músico, homem ou mulher, ficou melhor com uma Hammer Explorer do que ela”.

FICHA TÉCNICA

Título: Vivendo Como Uma Runaway

Autor: Lita Ford

Editora: Belas Letras

Lançamento no Brasil: 15 de março de 2021

Páginas: 316

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s