Os 50 anos de Sticky Fingers, clássico dos Rolling Stones

Álbum marcou a estreia de Mick Taylor como membro efetivo da banda e legou pérolas como “Brown Sugar”, Wild Horses”, “Sister Morphine” e outras.

Apesar do sucesso mundial, os Rolling Stones passavam por momentos conturbados no final da década de 60 e início da de 70. Acontecimentos como a morte do guitarrista Brian Jones, o incidente que resultou na morte trágica de um fã durante apresentação da banda no Festival de Altamont, confrontos com o ex-empresário Allen Klein, rompimento com a gravadora Decca e o vício em drogas dos integrantes desenhavam um futuro nada animador no horizonte da banda.

“Sticky Fingers” começou a ser composto nesse contexto ainda em 1969, mas somente ganharia vida em 23 de abril de 1971, quando foi lançado em solo britânico (nos EUA o disco foi lançado com sete dias de atraso). Produzido por Jimmy Miller, trata-se de um retrato um tanto quanto sombrio, cujas letras abordam questões tradicionais ao rock’n’roll como relacionamentos amorosos, sexo e drogas.

A abertura fica a cargo do megahit “Brown Sugar”, uma faixa libidinosa que circunda em torno de um riff de guitarra irresistível. O cadenciado R&B “Sway” dá seguimento à obra e conta com um inspirado solo de guitarra de Mick Taylor e uma letra “atormentada” escrita por Jagger.

Embebida no blues e na música latina, “Can’t You Hear Me Knocking” possui um clima de jam session com solos que destacam a refinada técnica de Taylor. O lamento “You Gotta Move” é uma releitura para um blues composto por Mississippi Fred McDowell – um bluesman que viveu nos arredores da cidade de Memphis e foi muito importante para o desenvolvimento da técnica de slide.

“Bitch” é um rock vigoroso e sujo em que o saxofone de Bobby Keys e o trompete de Jim Price acentuam mais um grande riff composto por Keith Richards. “I Got the Blues”, por sua vez, é uma balada soul que remete ao material produzido por artistas do famoso selo americano Stax Records. A sombria “Sister Morphine” traça um relato agonizante que faz referências explícitas ao uso de drogas.

Duas canções do disco foram bastante influenciadas por Gram Parsons, amigo íntimo de Keith Richards e músico country que intergrou as bandas The Byrds e Flying Burrito Brothers. “Dead Flowers” é um country cínico, já a belíssima “Wild Horses”, uma das melhores baladas compostas pela banda.

A triste “Moonlight Mile” encerra o trabalho de maneira grandiosa com um lindo arranjo de cordas composto pelo maestro Paul Buckmaster, que havia trabalhado previamente com Elton John e David Bowie.

Passados cinquenta anos de seu lançamento, “Sticky Fingers” se mantém como um dos melhores trabalhos lançados pelos Rolling Stones em termos de composição e execução. Um registro histórico visceral que retrata fielmente os excessos e as angústias experimentadas pelos lendários roqueiros britânicos no início da década de setenta.

Curiosidades:

“Sticky Fingers” foi o primeiro álbum lançado pela banda utilizando o próprio selo (Rolling Stones Records)

A famosa logomarca da língua, criada pelo designer John Pasche e finalizada por Craig Braun, apareceu pelo primeira vez no encarte do álbum.

Foi o primeiro disco do grupo a alcançar o topo das paradas americanas e britânicas simultaneamente.

Faz parte da lista dos “200 álbuns definitivos do Rock and Roll Hall of Fame, figurando na quadragésima nona posição.

A célebre arte da capa criada por Andy Warhol foi censurada na Espanha pelo regime do sanguinário ditador Francisco Franco, assim como a faixa “Sister Morphine”, substituída por uma versão de “Let It Rock”, clássico de Chuck Berry.

FICHA TÉCNICA

Artista: The Rolling Stones

Álbum: Sticky Fingers

Selo: Rolling Stones Records

Data de lançamento: 23 de abril de 1971

Produtor: Jimmy Miller

Duração: Aprox.46m06s

Faixas:

01. Brown Sugar (Jagger/Richards)

02. Sway (Jagger/Richards)

03. Wild Horses (Jagger/Richards)

04. Can’t You Hear Me Knocking (Jagger/Richards)

05. You Gotta Move (Davis/McDowell)

06. Bitch (Jagger/Richards)

07. I Got The Blues (Jagger/Richards)

08. Sister Morphine (Faithful/Jagger/Richards)

09. Dead Flowers (Jagger/Richards)

10. Moonlight Mile (Jagger/Richards)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s